Pagamento via PIX: como funciona para pequenas e médias empresas? Pagamento via PIX: como funciona para pequenas e médias empresas?

Pagamento via PIX: como funciona para pequenas e médias empresas?

Mãos sobre a mesa, segurando um celular e realizando pagamento via PIX

Pagamento via PIX: como funciona para pequenas e médias empresas?

Recentemente, você deve ter visto muitas referências ao PIX na mídia. Esse novo método de pagamentos visa simplificar o envio e recebimento de dinheiro e, para as empresas, ele pode transformar a forma como você trabalha com seus clientes e fornecedores.

Por isso, entender como funciona essa nova forma de pagamento é fundamental e para resolver as dúvidas mais comuns que estão surgindo nas pequenas e médias empresas, preparamos este artigo para explicar como esse método funciona e quais são suas vantagens. Confira!

O que é o PIX?

O PIX é um método de pagamentos instantâneos elaborado pelo Banco Central (BC). As transações são realizadas em qualquer dia e horário, usando apenas o aplicativo de smartphone do banco, fintech ou plataforma de pagamento selecionado. Com ele, as transferências do dinheiro ocorrem em menos de 10 segundos.

As empresas podem utilizar o PIX para realizar o pagamento de fornecedores, mas ele não se limita a isso. Também é possível utilizá-lo para pagar o salário de funcionários, realizar o recolhimento de impostos e até mesmo para manter em dia as contas fixas, como luz e água.

Como o Pagamento via PIX funciona?

Essa forma de pagamento funciona por meio de chaves PIX. Por isso, antes de começar a usá-lo, é preciso fazer o cadastro de, pelo menos, uma chave na instituição financeira escolhida.

Essas chaves são a identificação do usuário no sistema e elas podem ser de quatro tipos: 

  • o CNPJ da empresa (ou CPF, no caso de pessoas físicas);
  • número de celular;
  • e-mail;
  • ou uma chave aleatória gerada pelo próprio sistema.

Cada empresa pode ter até 20 chaves, em que cada uma delas é vinculada a uma conta. Não é possível vincular a mesma chave em contas diferentes, para evitar erros na hora do envio do dinheiro. Assim, para realizar um pagamento via PIX, é necessário informar a chave de quem irá recebê-lo.

PIX tem taxa?

A realização de pagamento pelo método PIX é gratuita para as pessoas físicas e os Microempreendedores Individuais (MEIs). Porém, para as demais empresas, cada instituição (bancos, plataformas de pagamento e fintechs) pode definir a taxa que será cobrada.

Essa é uma boa notícia porque, com essa liberdade na definição da taxa, abre-se competição entre as instituições. Logo, a expectativa é de que as taxas praticadas para as transações sejam inferiores às cobradas em DOCs e TEDs.

Vantagens do Pagamento via PIX

Com essa nova forma de pagamento, as PMEs (Pequenas e Médias empresas) têm vantagens financeiras em seus negócios. Além da diferença em relação às taxas do PIX com as transações tradicionais, ele oferece outros benefícios. Veja a seguir, algumas delas!

Praticidade e agilidade

Com o PIX há maior praticidade na realização dos pagamentos e agilidade no processo com que o dinheiro é repassado; trazendo, por sua vez, outros benefícios. 

Suponha, por exemplo, que sua empresa fez uma compra com um fornecedor, porém ela será despachada apenas após a confirmação do pagamento. Com o PIX, essa confirmação é instantânea e, por isso, a mercadoria adquirida será despachada e recebida com maior rapidez.

Funcionamento em qualquer dia e horário

Vale a pena lembrar que o PIX é um sistema que funciona 24 horas por dia e 7 dias por semana. Ou seja, as empresas podem realizar seus pagamentos a qualquer momento, ao contrário do que acontece com os métodos de transferência tradicionais.

Controle do fluxo de caixa

Até mesmo na gestão financeira, o PIX traz vantagens. Adotando esse método de pagamentos, a empresa poderá reduzir custos, além de tornar o controle do fluxo de caixa mais simples, pois todos os pagamentos ficam registrados no aplicativo do banco, fintech ou plataforma de pagamento selecionado.

Assim, as informações sobre o dinheiro que saiu e entrou, se a empresa também estiver recebendo pagamentos de clientes via PIX, ficam digitalizadas e centralizadas.

Alternativa de pagamento para os clientes

E não é apenas para realizar pagamentos que o PIX vai beneficiar as PMEs (Pequenas e Médias empresas). Aceitar pagamentos via PIX também é uma vantagem, pois disponibiliza uma nova opção para os clientes que não querem utilizar os pagamentos tradicionais, como cartões de crédito ou boleto. Desta forma, é possível alavancar as vendas, oferecendo esse método de pagamento como alternativa.

É importante ter em mente que você não precisa, obrigatoriamente, adotar o PIX; porém, se os benefícios que ele oferece fizerem sentido para o seu negócio, incorporar mais essa opção pode tornar a gestão financeira – especificamente, de contas a pagar e contas a receber – e de negócios mais eficiente.

Gostou desse artigo? Então assine a nossa newsletter para receber mais informações que podem ajudar na gestão financeira da sua empresa!