Controladoria empresarial: o que é e qual sua importância? Controladoria empresarial: o que é e qual sua importância?

Controladoria empresarial: o que é e qual sua importância?

Homem realizando a controladoria empresarial

Controladoria empresarial: o que é e qual sua importância?

A controladoria empresarial é uma ciência baseada em rotinas contábeis que orienta a gestão corporativa quanto a requisitos de qualidade e organização. Por esse motivo, o profissional responsável pela função, também conhecido como controller, analisa fluxos de trabalho e orienta a execução de processos.

No escopo da ciência ainda são analisadas informações financeiras e gerenciais. Como o Brasil apresenta um dos sistemas tributários mais complexos do mundo, o controller também auxilia os gestores quanto às questões fiscais, para mitigar riscos e aumentar o compliance dos negócios.

A seguir, explicamos o que é controladoria empresarial, sua função — desde o planejamento e controle, até a interpretação de relatórios para uma tomada de decisão mais acertada —, abordamos os tipos mais comuns e discutimos a importância da controladoria nas empresas. Confira!

Afinal, o que é controladoria empresarial?

Conforme falamos, a controladoria empresarial é resultado da evolução da contabilidade gerencial. A ciência orienta a criação de ferramentas, processos técnicos e até setores inteiros cuja principal função é garantir uma gestão financeira e fiscal mais eficiente.

Essa gestão é baseada no controle mais rígido dos gastos, assim como na adoção de melhores práticas regidas por tomadas de decisões mais precisas.

Por esse motivo, o controller — profissional responsável pela controladoria empresarial e com profundo conhecimento em legislação, administração e contabilidade — reúne informações e desenvolve um planejamento estratégico para garantir que o gestor tenha uma visão 360 graus de toda a instituição.

Com o auxílio do controller, o quadro gerencial melhora seu poder de decisão, pois tem maior previsibilidade sobre as tendências de mercado com as projeções e cenários criados a partir dos dados de processos e outras fontes de informação.

Além disso, é possível inibir os principais riscos do negócio e aumentar a competitividade da empresa, que passa operar em plena capacidade e com custos reduzidos.

Portanto, é por meio da controladoria empresarial que os gestores evitam as decisões baseadas em “achismos”, pois adotam boas práticas amparadas por análises e relatórios produzidos a partir de dados mais precisos.

Quais são as atividades atribuídas ao controller?

Segundo o Financial Executives Institute (FEI) a controladoria empresarial abrange rotinas que vão desde a compreensão mais profunda das mudanças do mercado até a análise de indicadores de performance.

O controller ainda tem como atribuição a proposição de soluções e ações corretivas menos onerosas para os gaps da empresa. Para isso, o profissional reúne informações sobre centros de custos e receitas, a fim de criar um planejamento alinhado aos principais objetivos da instituição. Além de todas essas funções, cabe ao controller:

  • criar estratégias para aumentar as vendas e potencializar os lucros do negócio;
  • analisar resultados e demonstrativos contábeis para traçar planos de curto e longo prazo;
  • avaliar a organização das informações gerenciais;
  • propor a adoção de soluções, sejam elas tecnológicas ou não, para aumentar a eficiência dos processos, coleta dos dados e, consequentemente, precisão das apurações criadas a partir deles;
  • criar relatórios e documentos que facilitem a interpretação e análise de dados por parte do quadro gerencial, por meio de gráficos, fluxos e outras ferramentas disponíveis e conhecidas;
  • propor a adequação de setores (pessoas e processos) quanto às políticas da instituição;
  • analisar índices financeiros, como liquidez, fluxo de caixa, índice de endividamento, capacidade de pagamento e outros KPIs que aumentam a compreensão sobre a saúde financeira da empresa;
  • apurar taxas de desperdício para aumentar a eficiência operacional;
  • analisar e melhorar políticas fiscais adotadas pela empresa;
  • garantir o compliance quanto às Leis e normas de órgãos reguladores que regem as atividades do negócio;
  • monitorar a elaboração e sanar dúvidas quanto à produção de relatórios financeiros e fiscais exigíveis pelos órgãos competentes na esfera municipal, estadual e federal;
  • determinar ações para a proteção do patrimônio corporativo, por meio da execução de auditorias e de análise de risco dos ativos;
  • analisar potenciais problemas externos à instituição, que podem estar relacionados às mudanças de mercado, como surgimento de um competidor direto ou alterações na legislação que afetam as atividades da empresa.

Quais os principais tipos de controladoria empresarial?

Veja a seguir, quais os tipos de controladoria empresarial e como operacionalizar essa função dentro de uma instituição.

Financeira

A controladoria financeira é a mais usual e permite que o negócio cresça de forma sustentável, pois analisa a viabilidade das operações da empresa e tem como principal responsabilidade a definição de estratégias para a redução de custos e aumento de produtividade.

Orçamentária

A controladoria orçamentária também está relacionada ao setor financeiro, entretanto é mais focada no perfil de investimentos da empresa. 

Permite criar um plano orçamentário mais eficiente e menos arriscado, para que seja possível inibir prejuízos e aumentar a renda das operações, tanto em processos produtivos quanto em outras unidades de investimento.

Processual

A controladoria de processos é uma das mais importantes, pois garante a melhoria das operações por meio da orientação sobre a necessidade de adoção de melhores práticas e ferramentas.

Conforme o nome sugere, ela está relacionada aos processos de negócio, sejam eles produtivos ou não. O controller pode propor a incorporação de tecnologia para aumentar a automação e precisão dos resultados.

Além disso, ele estuda formas de reduzir os custos produtivos sem prejudicar o índice de qualidade, requerido pelo mercado consumidor, dos produtos e serviços produzidos pela empresa. O profissional ainda auxilia na gestão de ativos e controle de estoques.

Gerencial

A controladoria gerencial opera como uma consultoria corporativa, em que o controller analisa dados sobre toda organização para determinar formas de otimização e métodos mais eficientes de trabalho.

Além disso, o controller responsável por essa atividade desenvolve, juntamente ao quadro gerencial, um planejamento estratégico para curto e longo prazo, avalia os relatórios e demonstrativos contábeis da empresa, além de monitorar o cumprimento de obrigações fiscais e trabalhistas.

Analítica

A controladoria analítica operacionaliza ações mais estratégicas, relacionadas às inúmeras decisões gerenciais exigidas durante a rotina de uma empresa.

Com base em relatórios e informações obtidas a partir de sistemas de informações gerenciais, como ERPs e CMSs, o controller elabora análises e estuda tendências, visando garantir que o quadro gerencial tome as melhores decisões.

Além disso, os profissionais responsáveis por essa atividade analisam a situação patrimonial da empresa para que qualquer decisão de investimento seja tomada com base em projeções reais de mercado.

Controle de RH

A controladoria também pode ser aplicada na gestão de talentos da empresa, uma vez que o humanware também é um ativo valioso de todas as organizações.

Para isso, o controller monitora ações e informações relacionadas às políticas de recrutamento, seleção, treinamento e elaboração do plano de cargos e salários, assim como a adoção de políticas de incentivo e a elaboração de estratégias para a evolução de carreira dentro da empresa.

Com o auxílio desse profissional, o RH se torna mais estratégico para que, além de gerir rotinas mais burocráticas, como a elaboração da folha de pagamentos, seja capaz de adotar táticas para aumentar o nível de satisfação dos colaboradores no ambiente de trabalho e a força da cultura organizacional.

A controladoria empresarial melhora a tomada de decisão gerencial, processos de negócio, capacidade de renda e lucratividade das empresas. Por meio dela, a gestão e o planejamento estratégico se tornam mais ágeis e eficazes.

Portanto, conte com a ajuda especializada! A Progresso Contabilidade pode ajudar você a manter o controle orçamentário e administrativo do seu negócio. Entre em contato e converse com um de nossos especialistas!