Planejamento estratégico

Planejamento estratégico: uma ferramenta de competitividade

Ter um planejamento estratégico é fundamental para que as empresas possam se apresentar no mercado de forma competitiva, garantindo assim uma grande assertividade na realização de todas as atividades de cunho empresarial.

O planejamento estratégico, portanto, é um conjunto de planos táticos e operacionais, fundamental para que uma organização alcance todos os seus objetivos departamentais.

Continue a leitura e conheça o passo a passo de como fazer um planejamento estratégico e utilizá-lo como ferramenta de competitividade.

Adote o ciclo PDCA

PDCA é uma sigla em inglês que significa Plan (planejamento), Do (execução), Check (checagem) e Action (ação). Desse modo, é preciso ter em mente que o planejamento estratégico deve ser feito de forma cíclica, cumprindo essas quatro etapas.

No início do planejamento deve-se definir metas e métodos. Na etapa da execução devem ser realizadas todas as tarefas planejadas, bem como educar e treinar os colaboradores e coletar dados.

Na etapa da checagem deve-se verificar se as metas foram cumpridas e, na etapa de ação, deve-se adotar ações corretivas, preventivas e de melhoria para aperfeiçoar aquilo que não foi bem realizado e, assim, iniciar o ciclo novamente.

Defina as diretrizes organizacionais

Para que o planejamento estratégico tenha um norte para a realização de suas ações, é importante que a empresa disponha de diretrizes organizacionais bem definidas.

Por diretrizes organizacionais entende-se a missão que a empresa busca desempenhar na sociedade, aonde ela quer chegar e os valores e princípios éticos que devem servir de base para suas ações.

Desse modo, sempre que uma ação for realizada deve-se observar se ela fere as diretrizes organizacionais e se está de acordo com o previsto.

Faça um mapeamento de cenários internos

Conhecer bem a empresa é fundamental para o desenvolvimento estratégico e, para isso, adotar uma cultura colaborativa e saber ouvir os colaboradores de todos os níveis hierárquicos é muito importante.

No mapeamento de cenários internos deve-se conhecer os pontos fortes e fracos da organização. Assim, as ações do planejamento devem potencializar aquilo que já é bom e corrigir possíveis erros e fraquezas.

Faça um mapeamento de cenários externos

Assim como os cenários internos, mapear os cenários externos também é fundamental. Dessa forma, deve-se conhecer os clientes, a concorrência, a comunidade em geral, entre outros públicos para que a empresa possa se posicionar.

Nessa etapa do planejamento, deve-se analisar as oportunidades e ameaças que o ambiente externo proporciona. Logo, as ações do planejamento devem aproveitar ao máximo todas as oportunidades e amenizar as ameaças.

Desenvolva os planos de ação

Com base nas informações geradas nas etapas anteriores, você deverá planificar as ações gerando aquilo que é chamado de matriz SWOT. É importante que as planilhas sejam bastante claras e com todas as informações necessárias.

Entre as informações, destaca-se a importância de constar a pessoa responsável por cada tarefa e a meta que se busca cumprir.

O planejamento estratégico deve ser revisado anualmente e, se bem trabalhado, poderá fazer a diferença para a sua empresa.

Gostou das nossas dicas? Agora é só colocar tudo em prática! Caso tenha alguma dúvida, deixe um comentário neste post!

Facebook Comments

Contador e empresário há 27 anos no setor, tem como principal característica, a inovação e a transformação da prestação de serviços contábeis, com foco no resultado de seus clientes. Transformador, investe em infraestrutura, na valorização de sua equipe e no desenvolvimento de novas tecnologias, valorizando a mente, a gestão e os resultados de todos os envolvidos, equipe, clientes e fornecedores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *