Saiba como reter talentos em sua empresa com essas três estratégias imperdíveis!

3 estratégias essenciais para você reter talentos na sua empresa

Atualmente, uma das tarefas mais desafiadoras aos departamentos de Recursos Humanos é manter e motivar os bons funcionários contratados para atuar em suas organizações.

Equipes constituídas por pessoas dotadas da facilidade de aplicar de forma útil e prática novos conhecimentos, com habilidades de integrar diferentes técnicas produtivas, representam um aumento substancial na cadeia de valor de qualquer empresa.

Por esse motivo, após identificar e contratar um profissional talentoso, é necessário que o departamento de Recursos Humanos tenha estratégias de gestão eficazes para reter talentos.

Por isso, trouxemos as valiosas dicas de hoje! Confira agora três estratégias essenciais para reter os talentos de sua empresa.

1. Um ambiente agradável como incentivo a produtividade

A criação de um ambiente saudável para o incentivo à produtividade e motivação de um novo talento deve ser guiada pela observação das expectativas — conscientes e inconscientes — dos funcionários.

Personalidade é o nome dado ao conjunto de características comportamentais e atitudes habituais percebidas em um indivíduo. Embora possam se alterar com o passar do tempo, são recorrentes em longo prazo e permitem distinguir uma pessoa de todas as demais.

Soma-se a isso a tendência natural a todos de buscar uma boa qualidade de vida. Nesse sentido, um ambiente produtivo favorável a retenção de talentos deve contemplar soluções que transmitam a sensação de qualidade de vida no trabalho, tais como:

  • satisfação com o trabalho: tem relação com gostar, ter admiração e valorizar sua função de trabalho;
  • possibilidades de futuro: está relacionado à perspectiva de crescimento pessoal e profissional por meio da realização de tarefas desafiadoras;
  • ambiente físico adequado: a inserção de elementos ergonômicos (ex.: quantidade de luz) e simbólico-culturais (ex.:cor das paredes) pertinentes à produtividade);
  • ambiente psicológico adequado: cultura organizacional que propicie relacionamentos saudáveis e adequados ao ambiente produtivo;
  • reconhecimento dos resultados: está relacionado ao anseio pela retribuição moral (feedback) ou material (bonificações) por atividades realizadas corretamente em detrimento da punição sistemática em decorrência de erros operacionais.

Para que o ambiente continue com um clima sempre saudável, deve-se evitar que cenários de elevado nível de estresse sejam desenvolvidos. Nesse sentido, o gestor de equipes pode lançar mão das seguintes ações preventivas:

  • na medida do possível, dê aos funcionários o controle sobre como devem realizar seu trabalho;
  • comunique-se abertamente, estando disposto também a ouvir opiniões;
  • reduza focos de conflitos pessoais no ambiente de trabalho;
  • permita o relacionamento amigável entre os colaboradores.

Uma vez que a organização tenha conquistado um ambiente produtivo favorável, é necessário lançar mão de outras formas de incentivo para manter as equipes motivadas.

2. Plano de carreira: o motor da motivação

A elaboração do plano de carreira corporativo deve ser estruturada visando alinhar os objetivos dos funcionários com os objetivos globais da organização.

Para tanto, é necessário conhecer quais são as expectativas pessoais e profissionais dos colaboradores talentosos. Com esse conhecimento, pode-se projetar o futuro organograma dos departamentos para que, em um cenário futuro, seja executado em função da expansão operacional da empresa.

Tal crescimento depende do alcance de metas e, justamente por esse motivo, o plano de carreira deve ser estruturado sob a ótica de indicadores de produtividade e rentabilidade.

3. Cesta de benefícios

Além do salário, a empresa pode implantar diversos benefícios para reter talentos. Em todo caso, antes de implantar um benefício é importante conhecer mais detalhadamente os anseios de seus funcionários.

Dessa forma, evita-se implementar um benefício que terá um custo considerável, mas não terá o efeito motivador esperado na interação com os colaboradores. Em geral, as empresas adotam, além dos incentivos habituais, os demais benefícios para reter talentos:

  • direito, adquirido pelo funcionário, de comprar quotas de participação acionária na empresa por um preço abaixo do mercado;
  • participação nos lucros e resultados (PLR);
  • cursos para aperfeiçoamento de hard ou soft skills;
  • bolsas de estudo para filhos de colaboradores;
  • parcerias para desconto na aquisição de serviços de entretenimento ou saúde.

A definição da cesta de benefícios depende das características predominantes dos colaboradores, fornecendo uma ampla margem para implantação de soluções criativas em razão da imensa variação cultural e demográfica das famílias brasileiras.

Fazendo as melhores escolhas você pode tornar sua empresa cada dia mais produtiva e reter talentos.

Se você gostou do texto, assine a nossa newsletter e receba gratuitamente textos exclusivos como este!

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *